sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Em busca da epígrafe perfeita


Ás vésperas de concluir minha monografia de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) me deparo com um dúvida miseravelmente cruel. Será que devo ou não devo escrever uma epígrafe? Confesso que se não sofresse de um mal chamado "perfeccionismo", tudo seria bem mais fácil. Era apenas lê um ou dois livros de poemas reflexivos e pronto.
Mas para quem é perfeccionista, essa tarefa aparentemente simples se transforma numa tortura. Bem-aventurados os não perfeccionistas, pois certamente levam a vida de uma maneira mais fácil, sem as auto-cobranças de se chegar , por mais utópica que seja, ao que nós humanos consideramos "perfeitos".
Voltando para a minha dúvida freudiana, outro motivo que me leva ser tão chato na escolha de uma epígrafe é o fato de não querer cair na mesmisse das frases feitas. Aquelas clichês análogas à mensagens de embalagem de menta, tipo: "Quem acredita o sonho acontece"; "A vida é um caminho de pedras"; " Tudo quem vem fácil vai fácil"; "A dificuldade alimenta o sonho e o torna real"...e por aí vai...
Enquanto não encontro a epígrafe ideal para o meu trabalho, continuo a minha a saga. Talvez um livro de auto-ajuda (justamente o tipo de livro que odeio) pode me ajudar... alguém aí tem sugestões?

4 comentários:

  1. Eu tenho uma:

    fuma uma que ajuda. Ih, foi mal, esqueci que você não gosta de clichês. rsrs

    Axé!

    ResponderExcluir
  2. Amigo lindo!!! esta foi uma das minhas grandes dúvidas lembra? , bem eu criei uma epigrafe...heuehueheuh
    bjos

    ResponderExcluir
  3. meu bem....
    vc tem capacidade intelectual para nos surpreender
    ... então...
    RELAXA E GOZA!
    ops! + clichê!
    hahahahahahhaha!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Claro que não existe nada mais clichê do que este.Mas se serve de consolo, vale a pena.
    "Os sonhos são como os deuses, se não acreditamos neles deixam de existir.."
    continue sonhando meu amigo....
    q Deus te abençoe.

    ResponderExcluir